Deportes

Embalado, Atlético enfrenta o Santos precisando vencer por dois gols

Embalado, Atlético enfrenta o Santos precisando vencer por dois gols

No outro jogo da noite, o Botafogo venceu o Nacional do Uruguai por 2 a 0, no Engenhão, e garantiu vaga nas quartas de final.

O Atlético Paranaense amassava o Santos em seu campo de ataque e Vanderlei continuava sendo o grande nome da partida, fechando seu gol.

A vantagem por 3 a 2 construída em Curitiba era para dar tranquilidade ao Santos. O goleiro santista em nenhum momento se mostrou abatido por não ter sido convocado para a seleção brasileira.

O atacante Bruno Henrique falou sobre a partida.

O Santos sofreu, tirou o torcedor do sério e precisa construir um busto para Vanderlei se for campeão da Libertadores. Para sorte dos santistas, Lucas Veríssimo estava bem posicionado, em cima da linha, e fez uma grande "defesa" com o peito. Mesmo com o 1 a 0 para o Alvinegro no placar, de maneira inacreditável, o arqueiro se manteve o herói do time. Sidcley também arriscou de longe, mas a bola não queria mesmo entrar.

Tudo bem que o Santos fez belo placar na partida de ida, mas a torcida santista não merecia tamanho sofrimento para garantir a vaga nas quartas de finais.

Vanderlei acredita que a chave para o Santos seguir na Libertadores é conseguir se impor como visitante. A equipe paranaense teve toda a iniciativa, desperdiçou várias chances de gol e retornará para casa de mãos vazias. O documento oficial foi o mesmo utilizado para viabilizar a partida contra o Atlético-PR, na última quinta-feira (10), pelas oitavas de final. A estreia no segundo turno será na segunda-feira, às 20 horas, no Pacaembu, em São Paulo, contra o Fluminense. Nikão aproveitou cruzamento na área, dominou e colocou na área novamente, Jonathan finalizou de primeira e mandou na trave.

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley (Fabrício); Rossetto, Lucho e Nikão; Douglas Coutinho, Pablo e Ribamar.

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Alison (Daniel Guedes, aos 34'/2ºT), Yuri (Jean Mota, no intervalo) e Lucas Lima; Copete (Thiago Ribeiro, aos 39'/2ºT), Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.