Internacional

Temer agradece a Imbassahy pelo que fez pelo 'governo e pelo País'

Temer agradece a Imbassahy pelo que fez pelo 'governo e pelo País'

A cerimônia de posse de Marun à frente da Segov será realizada na próxima 5ª feira (14.dez.2017).

Na última sexta-feira, o ministro tucano Antonio Imbassahy pediu demissão do cargo às vésperas da convenção do PSDB, que pressionava pelo desembarque do governo.

O ministro da Secretaria do Governo, Antonio Imbassahy (PSDB-BA), pediu para deixar o cargo nesta sexta-feira (8).

Venezuela: Casi 20 millones de votantes participarán en los comicios municipales
En cualquier caso, este terremoto político en el bloque opositor no va a privar de representatividad a proyectos alternativos al oficialista, ya que son más de mil quinientos candidatos los que se presentan en los 335 municipios.

No texto, o agora ex-ministro afirma que ter feito parte do governo Temer foi uma "honra" e atuar na articulação política em um período de "radicalização pós-impeachment" com divisões partidárias e dificuldades econômicas foi "um grande desafio". No dia 22 de novembro, o Palácio do Planalto chegou a anunciar pelas redes sociais que ele tomaria posse junto de Alexandre Baldy, agora ministro das Cidades, porém a publicação foi apagada logo em seguida. A mensagem, contudo, foi logo apagada. Marun viajou neste domingo (10/12) com o presidente da República, Michel Temer, para evento da Organização Mundial do Comércio (OMC) em Buenos Aires, na Argentina. A expectativa é que ele melhore o ambiente na bancada do PMDB e no "Centrão" a favor da reforma.

Imbassahy retorna ao mandato na Câmara dos Deputados, onde é deputado federal eleito pelo estado da Bahia, prometendo apoiar o governo. Foi presidente da Comissão Especial da Reforma da Previdência e um dos principais articuladores da rejeição das duas denúncias contra Temer apreciadas na Casa.

Com a saída do deputado Marun da Câmara Federal, quem irá assumir em seu lugar será o suplente, o advogado Fábio Trad agora filiado ao PSD.